quinta-feira, 21 de março de 2013

Profissionalismo familiar


Isso aqui não tem nada a ver com cabide de emprego. A questão é muito mais emocional, à la Homer Simpson do lar. Sabe aquele ditado que “santo de casa não faz milagre”? Besteira. Faz sim. A inspiração deste post veio com uma foto da minha cunhada vestida com um uniforme da aeronáutica no seu novo posto de doutora da instituição. Aquela imagem de médica, em meio à guerra na década de 40, me fez pensar no conforto que é ter um uma profissional da saúde no seio do lar. Tomo vinho, encho o "pandu" de carboidratos à noite, cabulo a ginástica e quando o coração daqui uns anos pedir socorro, teremos para quem ligar :)
Com a mesma lógica interesseira pensei como é eficaz ter uma mãe que trabalha na área financeira. Sabe aquelas coisas da vida que dão fadiga, tipo escolher entre um plano PGBL ou VGBL, emitir duplicatas, entender as vantagens dos fundo de renda fixa, CDB ou CDI  e essa lista de produtos bancários de deixar qualquer um de mau-humor? Isso a gente também deixa por conta dela! Mais vantagem que isso é ter uma sogra-dentista. Claro, que goste da gente, senão ela poderia se vingar com aquela engenhoca barulhenta de furar dentes. Mas o bom mesmo é ficar uma semana sem passar fio dental (isso foi só um exagero pra dramatizar, ok?) e dormir sem remorso porque se der algum problema podemos resolver sem outros pormenores. Já meu sogro tem um hostel, que um dia poderá abrigar amigos na caótica metrópole paulistana.  
E o primo que virou editor e agora, além de acabar com as cervejas da sua geladeira, ele também publica os seus textos ruins só por camaradagem? Um outro é publicitário mas eu (ainda) não consigo tirar vantagem nenhuma disso. Só ele que tira de mim com uma lista de piadas. Coisa de publicitário. Gente esquisita! Meu tio é psicólogo e não dá para aproveitar porque sessões familiares são proibidas, mas ele conhece uns bons terapeutas pra indicar. O marido é físico, mas quebra galhos na matemática e na informática. Em outras palavras ganho aulas de estatísticas, SPSS e outras encrencas na faixa! Sem contar que eu também fico por dentro de todos os problemas dos detectores de ondas gravitacionais! Agora ta indo ladeira abaixo. Minha tia é pastora. É, acidente de percurso. Acontece nas melhores famílias, mas eu tento sempre pensar que ela deve rezar e exclamar uns “aleluia irmão” por mim.  Assim a  paz do Senhor estará sempre comigo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...